Registo

Aparência Geral

O Rottweiler é um cão de tamanho médio a grande, cão robusto, nem pesado nem leve e nem pernalta ou esguio. A sua estrutura correctamente proporcional, compacta e poderosa indica grande força, agilidade e resistência.

Cabeça

Crânio

De comprimento médio, largo entre as orelhas. A linha frontal moderadamente arqueada, vista de lado. Osso occipital bem desenvolvido, sem ser visível.

Stop

Bem definido.

Trufa

Bem desenvolvida, mais larga que redonda com narinas relativamente grandes e sempre pretas.

Chanfro

Não deve parecer nem alongado nem curto em relação à região craniana. Cana nasal recta, largo na base, moderadamente cónico.

Lábios

Pretos, justos, canto da boca não é visível, pigmentação da boca o mais escura possível.

Maxilas / Dentes

Maxilar superior e inferior forte e amplo. Dentição forte e completa (42 dentes) com mordedura em tesoura; os incisivos superiores recobrem os incisivos inferiores.

Faces

Arcadas zigomáticas pronunciadas.

Olhos

Tamanho médio, amendoados, de cor castanho escuro. Pálpebras bem ajustadas.

Orelhas

De tamanho médio, pendentes, triangulares, bem separados, de inserção alta. Quando o cão está atento, o crânio parece mais largo.

Pescoço

Forte, moderadamente longo, bem musculado, ligeiramente arqueado, limpo e livre de barbelas.

Tronco

Dorso

Recto, firme e forte.

Lombo / Rim

Curto, forte e profundo.

Garupa

Larga, de comprimento médio, ligeiramente arredondada. Não é recta nem descaída.

Ventre

Flancos não esgalgados.

Peito

Amplo, largo e profundo (aproximadamente 50% da altura do ombro), com antepeito bem desenvolvido e costelas bem arqueadas.

Cauda

Natural, nivelada com a extensão da linha superior; à vontade poderá ficar pendurada.

Membros Anteriores

Vistos de frente, as pernas dianteiras são rectas e não colocadas muito perto umas das outras. O antebraço, visto a partir do lado, está em frente e vertical. A inclinação da omoplata é de cerca de 45 graus com a horizontal.

Braços

Bem aderentes ao corpo.

Ombros

Bem colocados para trás.

Antebraços

Fortemente desenvolvidos e musculados.

Metacarpos

Ligeiramente flexíveis, fortes e oblíquos.

Mãos

Redondas, bem fechadas e arqueadas; almofadas duras; unhas curtas, pretas e fortes.

Membros Posteriores

Vistos por trás, pernas rectas e não muito juntas. Quando de pé, ângulos obtusos são formados entre a coxa do cão e o osso do quadril, da coxa à parte inferior da coxa e da coxa ao metatarso.

Coxas

Moderadamente longas, largas e fortemente musculadas.

Pernas

Longas, fortes e amplamente musculadas.

Jarretes

Robustos e bem angulados; não íngremes.

Pés

Ligeiramente mais longos do que as mãos. Dedos fortes, arqueados, tão apertados como os pés dianteiros.

Movimento

O Rottweiler é um trotador. O dorso permanece firme e relativamente estável. Movimento harmonioso, estável, cheio de energia e com passos amplos.

Pelagem

Pêlo

O revestimento consiste de um revestimento de pêlo e subpêlo. A pelagem é de comprimento médio, grossa, densa e lisa. O subpêlo não deve sobressair. O pêlo é um pouco mais comprido sobre as patas traseiras.

Cores

Preto, com marcações bem definidas de castanho afogueado nas bochechas, focinho, garganta, peito e pernas, bem como sobre ambos os olhos e sob a base da cauda.

Pele

Sobre a cabeça: justa no geral. Quando o cão está em alerta, a testa pode ser ligeiramente enrugada.

Dimensões

Proporções importantes

O comprimento do corpo, medido a partir da ponta do esterno à protuberância do ísquio, não deve exceder a altura ao garrote por, no máximo, 15%.

Altura ao garrote nos machos

61 a 68 cm. 61 a 62 cm é pequeno. 63 a 64 altura média. 65 a 66 cm é grande (a altura correta). 67 a 68 cm muito grande.

Altura ao garrote nas fêmeas

56 a 63 cm.56 a 57 cm é pequena. 58 a 59 Altura média. 60 a 61 cm é grande (a altura correta). 62 a 63 cm muito grande.

Peso Machos

50 kg.

Peso Fêmeas

Aproximadamente 42 kg.

Comportamento

Bem-humorado, tranquilo na disposição básica e apaixonado por crianças, muito dedicado, obediente, dócil e ansioso para trabalhar. A sua aparência é natural e rústica; comportamento autoconfiante, firme e destemido. Ele reage ao seu redor com grande agilidade.

Faltas

Qualquer desvio em relação ao estalão deve ser considerado como defeito e será penalizado em função da sua gravidade e das suas consequências na saúde e bem-estar do cão.

  • Aparência geral: Leve, esguio, pernalta. Musculatura fraca.
  • Cabeça: Cão do tipo caça. Estreita, leve, muito curta, cabeça longa, pesada. Testa chata (falta ou nenhum muito pouco stop).
  • Focinho: O focinho longo ou pontiagudo, trufa deformada; trufa romana (dorso nasal convexa) ou uma trufa de "prato" (dorso nasal côncavo); nariz claro manchado (trufa borboleta).
  • Lábios: Abertos, cor de rosa ou irregular; canto dos lábios visíveis.
  • Maxilares: Maxilar inferior estreito.
  • Mordida: Mordedura em torquês.
  • Bochechas: Fortemente salientes.
  • Olhos: Claros. Também os olhos muito cheios e redondos; pálpebras soltas.
  • Orelhas: Inserção muito baixa, pesadas, folgadas, longas ou dobradas para trás. Orelhas "voadoras" ou orelhas assimétricas.
  • Pescoço: Muito longo, fino, sem músculo. Mostrando barbelas.
  • Corpo: Muito longo, muito curto ou muito estreito.
  • Dorso: Muito longo, fraco, descaído ou encurvado.
  • Garupa: Muito inclinada, muito curta, muito lisa ou muito longa.
  • Peito: Costelas planas ou em forma de barril. Muito estreito.
  • Cauda: Inserção muito alta ou muito baixa.
  • Os Anteriores: Pernas dianteiras muito juntas ou não rectas. Ombros abertos. Cotovelos soltos ou para fora. Antebraços muito longos, muito curtos ou muito rectos . Metacarpos fracos ou empinados. Mãos abertas. Dedos achatados ou excessivamente arqueados. Dedos atrofiados. Unhas claras.
  • Os Posteriores: Coxas planas, jarretes muito próximos, jarretes de vaca ou pernas em barril. Juntas com angulação muito pouco ou demais.
  • Pele: Rugas na cabeça.
  • Pelagem: Macia, demasiado curta ou longa. Pêlo ondulado; ausência de subpêlo.
  • Cor: Marcações com a coloração errada e mal definidas. Marcas que são muito espalhados.

Faltas eliminatórias

  • Comportamento: Ansiosos, animais tímidos, cobardes, assustadiços, maliciosos, excessivamente desconfiados, nervosos.
  • Geral: Alteração do tipo sexual, ou seja, cães com aspecto muito feminino e cadelas excessivamente masculinas.
  • Os Dentes: Retrognatismo ou prognatismo, boca torta, a falta de um dente incisivo, um canino, um pré-molar ou molar. • Olhos: Entrópio, ectrópio, olhos amarelados, olhos de cores diferentes.
  • Cauda: Cauda torta, ​​cauda-anel, com desvio lateral forte.
  • Pêlo: Pelagem definitivamente longa ou ondulada.
  • Cor: Ausência das marcações preto e castanho típicas do Rottweiler; Marcas brancas.
  • Qualquer cão que apresentar anomalia física ou comportamental deve ser desqualificado.

Resumo Histórico

O Rottweiler é considerado uma das raças mais antigas de cães. A sua origem remonta aos tempos dos romanos. Estes cães foram mantidos como pastores ou cães de condução. Eles marcharam sobre os Alpes com as legiões romanas, guardando homens e guiando o rebanho. Na região de Rottweil, estes cães conheceram e misturam-se com os cães nativos através de cruzamentos naturais. A função principal do Rottweiler voltou a ser a condução e a guarda dos rebanhos de gado, defesa dos seus donos e suas propriedades. Esta raça adquiriu o seu nome da antiga cidade de Rottweil onde era conhecido como «cão açougueiro de Rottweil». Os açougueiros criaram esta raça apenas pelo seu desempenho e utilidade. Com o passar dos tempos, o Rottweiler tornou-se num cão de guarda de topo e pastoreio que também era usado como cão de tiro. Quando, no início do século XX, várias raças foram seleccionadas para o serviço policial, o Rottweiler também foi testado. Logo se tornou evidente que, a raça era muito apropriado para as tarefas do serviço policial e, portanto, eles foram oficialmente reconhecidos como cães policiais em 1910. A Criação de Rottweiller’s pretende obter um cão forte, preto com marcações claramente definidas de castanho avermelhado, cuja aparência poderosa não carece de nobreza e que é excepcionalmente adequado para ser um cão de companhia, utilidade ou trabalho.

Outros

Utilização

Companhia, serviços e trabalho.

Provas de Trabalho

Sim

Nota

Os machos devem apresentar dois testículos de aparência normal, bem descidos no escroto.

Número do estalão 147

Data de publicação do estalão de origem em vigor 6 Abril 2000

Data da última revisão Doglink 10 Março 2013

Traduzido por Doglink

Fonte Fédération Cynologique Internationale