Registo

Outros nomes da raçaBrittany Spaniel

GrupoGrupo 7 - Cães de Parar

Secção do grupoSecção 1 - Cães de Parar do tipo Continental

País de origemFrança

Data de origemXVIII

Primeira utilidadeCão de parar

Características principaisObediente e sociável

TamanhoMédio

Peso13 - 18 kg

Altura47 - 51 cm

PelagemComprida

Esperança média de vida14 anos

Nivel energéticoElevado

Nível de brincadeiraElevado

Nível de afectoElevado

Exercício necessárioMédio

Experiência do dono com cãesBaixo

Cuidados com a pelagemMédio

Foto Epagneul Breton

Sabia que

O Epagneul Breton pode nascer com a cauda curta? É raro mas por vezes acontece. Estes cães são chamados de anuros.

“As máximas qualidades num volume mínimo”, este é o slogan da raça e quem já teve o prazer de ter um companheiro como o Epagneul Breton assina por baixo. Este pequeno cão é extremamente robusto suportando a fadiga de um dia de trabalho, sempre em busca da caça com uma flexibilidade olfactiva constante. Mas se por um lado, como cão de caça parece nunca “sair de moda”, como cão de companhia está cada vez mais a entrar “nela”, tendo a grande vantagem de não libertar odor.

Enquanto caçador, o Epagneul Breton tem uma busca activa, tenaz e rápida,com amplitude suficiente para a espécie a abater. Cobre bem tanto em terra quanto em água, trazendo a peça ao dono quase intacta – tem o chamado "dente doce". Como cão de caça de pena, o Breton é excelente para a codorniz, perdiz e galinhola.

O treino do Breton é facilitado pelo seu temperamento obediente e aptidão natural. No entanto, sendo muito sensível, pode-se tornar tímido e reservado se for sujeito a um treino violento, tanto físico como oral. O reforço positivo é o método de treino mais eficaz. Para além disso, tal como qualquer outro cão, de modo a garantir um temperamento confiante, é importante que o Breton seja devidamente sociabilizado. Quando treinado correctamente e bem sociabilizado deverá ser alegre com estranhos e pacífico com outros animais.

A sua maior sensibilidade comparativamente a outras raças não se deve confundida com um temperamento tímido já que esta característica não deve fazer parte da raça. Este temperamento, tanto se deve a cruzamentos entre exemplares “sem carácter” como a situações de violência ou maus-tratos dos cachorros. O bom temperamento do seu cão não dependerá só do treino e da sociabilização que lhe irá proporcionar, mas começa com a boa criação do mesmo.

O Breton é um cão muito activo que adora trabalhar e, como tal, precisa de uma ocupação ou rapidamente se tornará num hooligan, e você como dono não irá gostar desta faceta. Quer seja em Agility, Flyball, Obedience, corridas ou caminhadas, o Breton desempenha alegremente qualquer ocupação… não está limitado só à caça! Por outro lado, também adora ser mimado e ter uma vida confortável no ninho da sua família humana, sendo extremamente dócil e brincalhão com os seus donos.

Sem sombra de dúvidas, o Breton não é um cão para uma família pacata e que goste de passar mais tempo no conforto do lar do que a usufruir da natureza! Por outro lado, cuidado se a sua família é demasiado agitada, se discutem muito ou se são demasiado emocionais: o Breton é um cão extremamente sensível ao stress e poderá desenvolver problemas temperamentais caso haja muitos problemas dentro da sua casa.                                                                                                                                                                                                      
Se vive num lar harmonioso e se procura um cão pequeno, que ladre pouco e que seja capaz de surpreender o seu dono pela sua paixão inesgotável e resistência física, considere o Epagnuel Breton.