Registo

Outros nomes da raçaBerger Blanc Suisse

GrupoGrupo 1 - Cães Pastores e Boieiros (excepto Boieiros Suiços)

Secção do grupoSecção 1 - Cães Pastores

País de origemSuiça

Data de origemXX

Primeira utilidadeCão Pastor

Características principaisEquilibrado e alegre

TamanhoGrande

Peso25 - 40 kg

Altura53 - 66 cm

PelagemComprida

Esperança média de vida12 anos

Nivel energéticoMédio

Nível de brincadeiraMédio

Nível de afectoMédio

Exercício necessárioElevado

Experiência do dono com cãesMédio

Cuidados com a pelagemMédio

Fidelidade Seguros nova publicidade
Foto Cão de Pastor Branco Suiço

Sabia que

O Berger Blanc Suisse, também conhecido como o Cão de Pastor Suíço Branco, partilha a mesma ascendência do Cão de Pastor Alemão.

Se outrora foi discriminado pela sua cor, hoje em dia não há quem não o cobice e não aprecie a sua beleza. Mas esta raça é muito mais do que uma exuberante pelagem branca e um corpo robusto. Dentro de cada Pastor está um cão extremamente dócil e protector que exige um dono assertivo e com muito tempo e disponibilidade. Será que o Pastor Branco é o cão ideal para si?

O Pastor Branco é um cão que vive para a família mostrando-se bastante dedicado e naturalmente protector. Mas se com a sua família é de uma dedicação e doçura tal, com estranhos é normalmente reservado e desconfiado, por isso não espere que o seu cão vá cumprimentar um desconhecido com a cauda a abanar. Além disso é um cão bastante vocal, o que também faz dele um bom alerta. Mas não pense que por ter estas características é um bom cão para ficar isolado no jardim ou a viver num canil. A ligação do Pastor Branco com a sua família é tão forte que não gosta de estar longe desta e colocá-lo num canil é condená-lo a uma vida de tristeza.

Algumas linhagens de sangue têm um temperamento sensível e se enquanto cachorro não forem devidamente socializados podem vir a tornar-se adultos ansiosos ou medrosos. Leve-o a andar de carro, visitar diferentes parques e conhecer muitas pessoas. Aulas de obediência também são uma mais valia porque permitem (não só, mas também) que o seu cão conheça tanto novas pessoas como outros cães. A sociabilização irá permitir que o seu cão perceba como deverá agir tanto em público como em casa.

Apesar de serem cães com temperamento mais calmo que as linhagens de trabalho antepassadas do Pastor Alemão, os Pastores Brancos são cães com uma mente e corpo activos. Possuem um dorso completamento direito e têm uma forma de andamento ágil com grande economia de energia, como os Lobos. Além disso, por serem dotados de uma propulsão semelhante à dos Pastores Alemães de Linhas de trabalho ou mesmo Pastores Belgas, os Pastores Brancos são óptimos cães de trabalho. É por isso importante que o Pastor Branco tenha um “trabalho” seja ele como: cão de família, cão-guia, cão de busca e salvamento, cão de polícia, cão de guarda ou um desportista de determinada modalidade. A polivalência do Pastor Branco faz com que não seja um cão indicado para uma família que parte às 9h para o trabalho e chega as 19h, ficando o animal o dia inteiro sozinho em casa – impensável! Sem qualquer actividade o seu Pastor irá rapidamente ficar aborrecido podendo vir a desenvolver problemas comportamentais que poderão passar por destruir-lhe a casa ou aborrecer a vizinhança com o seu ladrar e uivos.

Outra característica do Pastor Branco é a sua facilidade de treino que se deve à sua vontade em agradar o dono e à sua inteligência. Mas não pense que por isso o treino seja indispensável: antes pelo contrário! Todos os cães precisam de ter regras e barreiras – especialmente quando se trata de cães de grande porte – e o Pastor Branco não é excepção. Dê-lhe um treino assertivo e consistente. Isto não significa que tenha que ser criado em regime “militar”, com gritos ou mesmo agressão: nada disso! O Pastor Branco é um cão bastante sensível a reprimendas e se usar violência pode desenvolver distúrbios comportamentais, como medo excessivo ou agressividade. O sucesso passa, de facto, por treinar com reforço positivo.

Tal como já aconteceu com muitas raças que foram destruídas pela sua popularidade, é bem possível que devido à sua fama crescente muitas pessoas se aproveitem desta raça para fazerem uns bons trocos. Assim, quando comprar o seu Pastor Branco seja selectivo, certifique-se da qualidade da criação e tenha a certeza que está a adquirir um exemplar com o temperamento e morfologia descritos no estalão – só assim se podem prevenir abusos e preservar a raça.