Registo

GrupoGrupo 2 - Pinschers, Schnauzers, Molossóides, Cães de Montanha e Boieiros Suiços

Secção do grupoSecção 2.1 - Molossóides

País de origemAlemanha

Data de origemXIX

Primeira utilidadeCaçador de Caça Maior, Guarda

Características principaisBrincalhão e afectuoso

TamanhoMédio, Grande

Peso25 - 36 kg

Altura53 - 63 cm

PelagemCurta

Esperança média de vida10 anos

Nivel energéticoElevado

Nível de brincadeiraElevado

Nível de afectoElevado

Exercício necessárioMédio

Experiência do dono com cãesMédio

Cuidados com a pelagemBaixo

Foto Boxer

Sabia que

Os boxers brancos foram muitas vezes discriminados e ainda há rumores que estes são albinos, mas isso nunca foi provado. Aliás, o Boxer apesar de ter pelagem branca tem pigmentação.

Revira a cabeça, franze a testa, desafia com a pata... ao Boxer só lhe falta mesmo falar! É sem dúvida um cão que não passa despercebido, não só por toda a sua expressão e corpulência mas também pelo seu carácter. A sua simpatia cativa todos os que o conhecem, podendo por vezes ser excessiva. Mais concretamente, os Boxers são cães muito afectuosos e beijoqueiros, o que nem sempre irá agradar às visitas lá de casa. Para além disso, o Boxer transmite uma alegria de viver, estando sempre pronto para qualquer brincadeira. Aliás, a sua alcunha de “eterno cachorro” encaixa-lhe como uma luva – acredite que mesmo com uma idade avançada, o Boxer estará sempre pronto para correr atrás duma bola.

O carácter bem-disposto e alegria absorvente fazem do Boxer um óptimo animal de família. Adora estar perto da sua família e aproveitar todas as oportunidades para interagir com ela. Se estiver a ver televisão, o seu Boxer estará a dormir na sala e se estiver a dormir, ele (por sua vontade) estará no seu quarto. Crianças, então, são a sua adoração. O Boxer é um óptimo companheiro de brincadeira, mostrando-se muito paciente com os mais pequenos e, para além disso, tem noção da sua corpulência. No entanto, num momento de excitação de uma brincadeira, o Boxer pode inadvertidamente magoar uma criança mais pequena. Assim, e apesar da boa índole reconhecida aos Boxers, convém que as brincadeiras sejam sempre vigiadas por adultos. Relativamente a outros animais da família, o Boxer adapta-se bem desde que seja desde cedo sociabilizado.

Como vê, o Boxer tem uma forte ligação à sua família mostrando-se sempre muito protector sendo, por isso mesmo, um bom cão de defesa. E prepare-se, pois caso o Boxer veja que a sua família  está em perigo, não irá recuar e mostrará toda a sua coragem como prova de lealdade.

Este desportista nato, muito activo e inteligente requer exercício diário. Faça exercício com o seu Boxer, desde uma pequena corrida ao final do dia até a um treino de Agility ou obediência – é uma óptima maneira de se conhecerem ainda melhor e, claro, de evitar que o seu Boxer se torne aborrecido e possivelmente destrutivo. Por outro lado, o Boxer adora novas brincadeiras e truques. Mas esta tarefa pode ser difícil porque está demasiado excitado para aprender. Nunca desespere; ao invés seja sempre consistente – depois de aprender vai ser um aluno mais bem comportado.

Mas apesar do seu corpo atlético e musculado, e do seu temperamento por vezes hostil em relação a outros animais e cães do mesmo sexo, o Boxer é o único molosso que não tem instintos de guardião. Por muito que seja treinado para esse fim, os seus sentimentos para com as pessoas são inevitáveis, e por isso, tal como uma criança, é muito fácil de corromper; basta que lhe façam uma carícia ou lhe dêem uma guloseima que ganharão a sua amizade. Assim, se espera ter um guardião em casa é melhor optar por outra raça.

Como a sua pelagem é curta e fácil de lidar e pelo facto de não ladrar muito, o Boxer é um cão que se adapta bem à vida num apartamento, desde que tenha oportunidade de fazer exercício diário.