Registo
Foto Resgate dos cães de António Tavares

A história de António Tavares já foi divulgada em vários meios de comunicação em busca de um apelo para alimentar e salvar os animais. Este fim-de-semana esta história teve uma reviravolta: a situação foi exposta pelo grupo GRUVA Nazaré que nos contou que três pessoas (Marie Mombers, Monika Zwesken and Sofia Cunha) foram ao local e resgataram alguns dos animais.

A viagem até Chão de Espinho mostra as imagens coleccionadas pelo grupo em Campo Lindo, também conhecido como Campo de Concentração para Serras da Estrela. 

Quando as defensoras dos animais chegaram ao local encontraram mais de 30 cães que viviam em condições deploráveis dentro de edifícios de cimento e contentores. Os cães mais sortudos – na sua maioria fêmeas prenhas – tinham acesso a um pátio interior, os restantes viviam 23 horas por dia em escuridão. Não foi encontrada qualquer comida, apenas vestígios de animais mortos.

A reportagem fotográfica que fizeram demonstra bem as condições em que os cães vivem:

Atrás desta porta, num espaço de 3 x 1,5 metros, estão machos e fêmeas, metade doentes. Não têm acesso à luz do dia.

Pátio com baldes com excrementos. Os animais comem os próprios excrementos que são a única fonte proteica /alimento ao qual têm acesso. Neste pátio estão cerca de 8/9 cães, 4 cadelas prenhas e alguns machos jovens. Nenhum animal está esterilizado.

Cadela prenha.

Contentor com cerca de 14 cães de ambos os sexos e idades variadas. Os animais só têm acesso ao exterior 1 hora por dia enquanto o “responsável” limpa o espaço.

Vestígios de cães mortos.

O “responsável” do campo de concentração.

Cadela sénior com displasia da anca e conjuntivite.

Cachorros “escondidos” com cerca de 10 semanas de idade, num contetor escuro e cobertos de excrementos.

As voluntárias têm aos seus cuidados 4 cães mas os restantes ainda estão no local. Marie Mombers, Monika Zwesken e Sofia Cunha fazem um apelo geral a todas as associações, grupos e voluntários para que as ajudem a encontrar não só um local mais apropriado para os animais como também divulgá-los para que se consiga arranjar casa e tratamento o mais urgente possível.

Fotografias gentilmente cedidas pela GRUVA Nazaré