Registo
Foto Reencontro após acidente mortal

Tequilla, a cadela que seguia no carro que se despistou na A28, em Matosinhos, vitimando mortalmente o seu dono, foi reencontrada e devolvida à sua família.

Tudo graças a Ricardo Rocha, agente da Divisão de Investigação Criminal da PSP do Porto, e a Bruno Brini, segurança da empresa Segoper, dois amigos que nas horas livres uniram esforços para localizar o animal. Onze dias depois, a busca foi bem sucedida.

Ricardo e Bruno ficaram sensibilizados com o drama da família de Tiago Costa, o jovem de 22 anos, morto no acidente, que causou também três feridos, em Matosinhos. A pequena cadela, de raça Bouledogue Francês, era uma importante companhia para a mãe de Tiago e o seu desaparecimento fez agravar o desgosto.

A investigação por conta própria avançou com a criação de um grupo de apoio no Facebook. O apelo foi partilhado nas redes sociais e levou a uma pista que se revelou decisiva. "Um automobilista que passou na A28 poucas horas após o acidente informou ter visto um homem com colete refletor verde (que presumiu ser trabalhador nas obras naquela autoestrada), com um cão ao colo", explicou Ricardo Rocha.

Após alguns contactos, foi identificado um operário, de Valongo, que, de facto, tinha recolhido a cadela no dia fatídico. Levou-a para casa e cuidou dela. Aceitou devolvê-la e encontrou-se, anteontem à noite, na rotunda AEP, com Ricardo, Bruno e e os pais de Tiago. "Ver aquela mãe, desfeita com a perda do filho, a chorar e a abraçar a Tequilla foi indescritível", frisou Ricardo. Bruno já era conhecido da mãe de Tiago e nunca desistiu. "Acreditei até ao fim. Acompanhei de perto a sua dor e abracei esta causa com todas as minhas forças", sublinhou, agradecendo a onda de solidariedade.

Fonte: Jornal de Notícias