Registo
Foto Dog Frisbee: a modalidade

O dinamismo do Frisbee canino conquistou os EUA nos anos 70 e depressa atingiu o reconhecimento mundial. Esta modalidade, também conhecida como Disc Dog, ainda não existe “oficialmente” em Portugal, mas já existem bastantes interessados e até alguns discos a voar nos jardins portugueses.

Ao contrário de muitos desportos caninos, o Frisbee exige uma grande componente técnica por parte do dono. Aprender a lançar o disco de forma correcta é imperativo para evitar que o animal sofra possíveis lesões. Além disso, há que lançar o disco para determinado sítio, a determinado tempo e maneira de modo a proporcionar uma exibição que enalteça o cão e que permita que ele agarre a sua “presa voadora”: o disco.

Agilidade, acrobacias e imaginação

O princípio do Frisbee é simples: o condutor atira o disco e o seu cão corre atrás deste e apanha-o. A partir deste ponto, cabe ao condutor desafiar a equipa com novos lançamentos, saltos e truques. Depois de algum tempo, as capacidades mentais e físicas do cão irão aumentar e cada treino irá satisfazer mais o seu instinto de presa, atingindo harmonia nos seus movimentos – escusado será dizer que isto só será possível com bons lançamentos.

O Frisbee é um desporto que requer muita agilidade especialmente por parte do cão pois este tanto poderá ter que correr longas distâncias e dar saltos elevados como fazer inúmeras acrobacias com o seu dono.

De facto, para começar, a maior parte das pessoas inicia-se nas provas de Minidistance ou "Toss and Fetch" ("Lançar e Buscar"). Neste tipo de prova, o cão tem que perseguir o disco, apanhá-lo no ar e trazê-lo de volta. Inicialmente, a busca deve envolver pequenas distâncias e o lançamento deve ser baixo, mas à medida que o cão “apanha o jeito”, as distâncias e alturas devem ir aumentando gradualmente. É uma forma de ir descobrindo as capacidades do cão, especialmente para sincronizar a velocidade do disco com a velocidade do animal.

Mas as provas que mais levam a plateia ao rubro são as provas de Freestyle. Estas provas são uma excelente opção para os participantes muito activos que gostam de dar asas à imaginação e de ser inovadores.

O Freestyle é um processo criativo que envolve uma sequência de passos definidos pelo dono em que o cão tem que apanhar o disco em movimento, mas não tem obrigatoriamente que o devolver ao dono. Esta modalidade implica uma grande coordenação e, consequentemente, comunicação entre o dono e o cão. Aqui o verdadeiro desafio está em conjugar todas as variantes do jogo e apresentá-las de forma fluida ao juiz e à plateia. Isto é, a equipa terá que exibir as suas capacidades técnicas conjugando o estilo de cada membro (cão e dono) em harmonia com a música da prova. É um verdadeiro espectáculo de animação!

 

Regras

Hoje em dia, há várias organizações de Frisbee. Embora ainda não haja nenhuma organização de Dog Frisbee estabelecida em Portugal, na maioria dos países europeus já se realizam vários torneios como: Ashley Whippet Invitational, Skyhoundz, The UFOUSDDN, etc.. Estes torneios têm regras que variam ligeiramente; uns incluem mais modalidades que outros, mas todos permitem o bom convívio e o divertimento em campo.

Curiosidade

O torneio Ashley Whippet Invitational é uma homenagem ao Whippet, chamado Asley, de Alex Stein, o “pai” da modalidade. Alex tornou a modalidade conhecida quando, no intervalo de um jogo de baseball, entrou no campo com Asley e fez uma exibição de Frisbee, levando a plateia ao rubro. A partir daí, ajudou a organizar o primeiro Campeonato Mundial de Dog Frisbee, tendo ganho os três primeiros campeonatos (1975,1976 e 1977). Nessa altura o campeonato realizava-se em paralelo com competições de Frisbee “humano”. No início dos anos 80, o torneio passou a chamar-se Ashley Whippet Invitational em honra a Ashley.

Nas provas de Minidistance, existe uma linha de partida de onde o condutor tem que atirar um disco para o cão apanhar e devolver. O dono tem um tempo limitado (normalmente 60 ou 90 segundos, dependendo dos regulamentos) para fazer inúmeros lançamentos em percurso recto. Para cada prova são definidos patamares e quanto mais longe, dentro dos limites, o cão apanhar o disco, melhor será a classificação da equipa. Além disso, caso o cão apanhe o disco com as quatro patas no ar terá uma pontuação extra. A distância costuma variar entre ca. 10 a ca. 40 metros e só é permitida a presença de um único disco em cada prova.

Pelo contrário, no Freestyle o campo enche-se de discos: geralmente podem utilizar-se até 10 discos por equipa! Isto porque o condutor não está limitado a uma posição fixa e o cão não precisa obrigatoriamente de entregar o disco ao dono. Caso sejam utilizados mais discos, a equipa é penalizada proporcionalmente ao número de discos extras utlizados. A prova tem duração limitada (mínimo 1 minuto e máximo 2 minutos) e cada condutor é responsável por trazer a música a tocar. As equipas do Freestyle são classificadas, de zero a dez, com base no desempenho: do cão (instinto de presa, atletismo...), do dono (manuseamento do disco, diversidade de lançamentos, apresentação em campo...), da equipa (movimento de equipa, truques, interacção...) e da execução da prova (número de lançamentos em relação ao número de capturas).

O disco

Tem um disco velho dos tempos em que era criança? Ou pratica disco e tem uma série deles lá em casa? Por favor, não o utilize para praticar Frisbee com o seu cão.

É importante escolher um disco próprio para cães pois, para além de serem mais resistentes, são mais moles e têm um aro mais largo pelo que não magoam a boca do animal. Além disso, os discos caninos geralmente apresentam uma boa aderência mesmo quando já estão muito babados. Consoante o tipo de cão e o seu nível na modalidade, existem diversas opções de discos.

Os participantes

Todos os cães energéticos que adoram perseguir objectos e trazer de volta adoram o Frisbee. Normalmente, cães pastores e retrievers têm um instinto natural para a modalidade fazendo com que aprendam a jogar ao disco muito depressa.

Geralmente, a maior parte das pessoas que praticam Frisbee com os seus cães não tiveram que procurar uma determinada raça; o que acontece é que frequentemente as pessoas escolhem cães sem saber da sua energia e muitas vezes esta é tanta que as muitas voltas ao quarteirão não são suficientes para cansar os animais.

Mais do que uma raça é preciso olhar para cada cão como um indivíduo. Há cães que quando são desafiados com um exercício mais avançado não sabem aterrar bem nas quatros patas – neste caso o melhor é optar sempre por fazer exercícios mais simples.

Nota: O Frisbee não é recomendado para cães que possuam excesso de peso: os saltos e amortecimentos podem vir a induzir o desenvolvimento de artrite.

Desejoso de começar?

Sim! Quando posso começar a praticar?

A idade mínima para entrar em competição depende do regulamento de cada organização e da categoria ou divisão em que irão participar. Segundo a USDDN, os cães precisam de ter mais que 18 meses para entrar em competição.

De um modo geral, pode começar o treino de Frisbee com o seu cachorro a partir do momento que ele tenha obediência básica. Lembre-se que, enquanto ele estiver na fase de desenvolvimento do seu corpo, os treinos devem ser curtos e o animal  nunca deve ser levado à exaustão – isto poderá ter consequências negativas no futuro.

Sim! Onde posso praticar?

Se quer começar já a praticar Frisbee com o seu cão escolha, antes de mais, um local adequado para o fazer. O melhor é praticar num campo de relva, mas certifique-se que não há quaisquer objectos estranhos (ex. pedras, paus ou vidros partidos) que possam pôr em perigo a saúde do seu cão ou a sua.

Nunca pratique Frisbee em campos de cimento ou asfalto, pode ser muito agressivo para as almofadas do seu cão ou, mediante queda, pode sofrer uma lesão permanente. E, claro, escusado será dizer que zonas de passagem de carros devem ser evitadas bem como superfícies irregulares ou escorregadias.

Conclusão

E se por um lado parece que no frisbee o céu é o limite, há que considerar que a imaginação só pode ir até onde a segurança e saúde do cão (e também a sua) estão asseguradas. Ao utilizar diferentes tipos de discos, várias técnicas de lançamento e acrobacias em combinação com a agilidade do seu cão e os seus truques, as suas exibições vão meter as pessoas “boquiabertas”. No entanto, tenha sempre em mente que para se ir tão longe é preciso muita concentração, coordenação e uma comunicação clara entre o condutor e o cão.

Conselhos gerais

  • Antes de começar a praticar uma modalidade desportiva com o seu cão, faça um check-up médico para garantir que este não tem quaisquer problemas de saúde que possam ser agravados com a prática do desporto.
  • Antes de iniciar qualquer treino, tanto o seu cão como você devem gradualmente “aquecer”, estendendo os ligamentos para evitar qualquer tipo de lesão.
  • Faça sessões de treino de pequena duração (sem exceder os 10 minutos) se se está a iniciar na modalidade ou se a temperatura ambiente for elevada.
  • Não se esqueça de providenciar água.

Fontes: dogfrisbee-ec-2013, Usddn, wikipedia