Registo
Foto A chegada do novo membro

O dia da chegada do novo cão é sempre um dia muito alegre e importante que vai ficar na memória de toda a família. No entanto, lembre-se que isto será o início de uma nova vida tanto para si quanto para o seu cão e, como tal, exige um período de adaptação de ambos. Assim, certifique-se que está tudo em ordem para a sua chegada e que todos lá em casa sabem como proceder, para evitar um encontro sem qualquer tipo de stress para o animal.

Segurança dentro e fora de casa

Lembre-se que os cães investigam novos objectos através do palato, por isso qualquer produto venoso deve ser posto fora do alcance do seu novo cão – isto é especialmente perigoso no caso dos cachorros.

Substâncias químicas como produtos de limpeza doméstica, fertilizantes ou venenos para insectos são obviamente tóxicas, mas o seu cão pode ainda ser envenenado se ingerir certas plantas ou alimentos humanos, como chocolate.

Outro perigo são pequenos brinquedos espalhados por casa, o seu cão pode ingerir e asfixiar. Diga aos seus filhos para não os espalharem por casa.

Esteja também atento e não permita quaisquer brincadeiras com fios ou tomadas eléctricas.

Equipamento básico

Preparámos uma lista de tudo o que deve adquirir para facilitar a adaptação do novo membro à sua família.

1. Cama – É importante ter um espaço confortável onde o seu cão possa descansar ou dormir. A cama deve ser colocada num determinado sítio e o espaço ser sempre respeitado.

2. Comedouro e bebedouro – Adquira tigelas robustas, de fácil lavagem e apropriadas ao tamanho do seu cão.

3. Coleira e trela – Por lei, todos os cães têm de andar com trela e coleira, por isso é material indispensável. Para além disso, embora não seja obrigatório, é importante colocar com o nome do seu cão e os seus contactos na coleira: em caso de desaparecimento do animal qualquer pessoa na via pública o poderá contactar.

4. Alimentação – Informe-se do tipo/marca de ração que o seu cão está a comer e do regime (horas e quantidades) da sua alimentação. Se por algum motivo não lhe agradar o tipo de ração, faça a transição para outra ração de forma gradual.

5. Transportadora – Uma caixa transportadora pode ser importante caso o seu estilo de vida exija deslocações frequentes de carro e vá fazer parte da rotina do seu cão, pois trata-se de um local seguro e cómodo para o seu cão. Pode ainda servir como zona de descanso enquanto o cão está em casa ou para treinar os cachorros.

6. Escova – Independentemente da pelagem do animal (curta ou comprida), este vai precisar de ser escovado para remover o pêlo morto, especialmente na altura da muda de estação.

7. Sacos para apanhar as fezes – Indispensável para qualquer dono de cão, ainda não sabe porquê? Veja já aqui.

8. Brinquedos – Independentemente da idade do cão, alguns brinquedos para roer e mastigar vão fazê-lo sentir-se em casa! Se o novo membro é um cachorro é muito natural que sem brinquedos ele vá procurar os pés das cadeiras, as portas de armários, ténis, etc. Dê-lhe um brinquedo resistente e chame-o para a brincadeira!

9. Papel de cozinha e jornais – Comece já a guardar jornais pois estes vão-lhe ser muito úteis especialmente se adquirir um cachorro. Se adoptar um cão adulto pode ser que já não tenha que passar por este processo.

Preparar a sua família

Dependendo se o cão é cachorro ou adulto, é importante que toda a família o cumprimente de forma tranquila e meiga, evitando invadir o seu espaço de uma maneira brusca e imediata – não se esqueça que para o seu cão é uma nova realidade com novas caras e odores. Para facilitar a adaptação do cão, o melhor é fazer umas visitas ao canil uns dias antes de o ir buscar assim começa-se a construir confiança.

Mostre-lhe onde está o comedouro e o bebedouro bem como a sua cama. Convide-o a brincar mas respeite o seu ritmo. É muito provável, especialmente depois de uma longa viagem de carro, que o seu cão esteja cansado e que, depois de alguns minutos de exploração, se vá enroscar na cama.

Na primeira noite, afastados da mãe e do resto da ninhada, os cachorros sentem-se perdidos e sozinhos, e frequentemente “choram” muito e bem alto! Para evitar que isto aconteça ou diminuir o sentimento de solidão, no dia em que for buscar o cachorro, pode pedir ao criador para esfregar um pano no corpo da mãe para que este fique impregnado com o seu cheiro e depois coloque-o na caminha dele. Pode também vestir uma peça de roupa mais velha que usará enquanto brinca com ele e depois colocará na sua caminha na hora de dormir. Há ainda quem sugira colocar, perto da cama do cachorro, um relógio e na cama um saco de água quente. Isto poderá ajudar o cachorro a dormir melhor pois o tic-tac do relógio assemelha-se aos batimentos cardíacos e o saco ao calor dos irmãos. Se nada resultar, coloque a cama dele no seu quarto para que ele sinta que você está perto e não fique assustado – mas não faça disto rotina. Durante o dia, coloque a cama onde este deverá dormir à noite e depois de poucos dias vai ver que ele estará facilmente adaptado. Alguns cachorros na primeira noite dormem a noite toda pois estão demasiado cansados depois de um dia cheio de novidades e só na segunda noite é que começam a ter os sentimentos de solidão.

Se o seu novo cão não é cachorro já terá ultrapassado esta fase de separação e, em princípio, depois de ser recebido com carinhos e ter uma cama confortável à sua espera, já se sentirá “em casa”!

Se ainda não tem a sua casa nem a sua família preparada para a chegada do novo membro, não tenha pressas! Convém que o vá buscar numa altura em que pode dedicar algum tempo para o ajudar na sua adaptação e ficar a conhecê-lo melhor.